top of page
jacek-dylag-PMxT0XtQ--A-unsplash.jpg
  • Foto do escritorJoão Paulo Koltermann

Procrastinação: veja as causas e como parar de procrastinar

Atualizado: 12 de abr.


Você já deixou alguma tarefa importante para a última hora? Já adiou um projeto que você sonhava em realizar? Já se sentiu culpado ou envergonhado por não cumprir os seus prazos? Se você respondeu sim para alguma dessas perguntas, você sabe o que é procrastinar. E sabe também o quanto isso pode prejudicar a sua vida pessoal, profissional e emocional.


Neste artigo, você vai entender melhor o que é procrastinação, quais são as suas causas, quais são os seus impactos e, principalmente, como parar de procrastinar. Você vai aprender técnicas, aplicativos e livros que podem te ajudar a vencer esse hábito nocivo e a aumentar a sua produtividade e satisfação.


Se você quer saber como acabar com a procrastinação de uma vez por todas, continue lendo este artigo e confira as dicas que preparamos para você!



A imagem retrata a vontade de procrastinar


O que é procrastinação?

Procrastinação é o ato de adiar algo que precisa ser feito, seja por falta de vontade, de motivação, de organização ou de confiança. É quando você fica enrolando aquela tarefa até o último minuto, sempre pensando: “amanhã eu faço”. E isso prejudica muito a sua vida, resultando não só em perda de produtividade, mas também em sentimentos de culpa, estresse e vergonha (Milgram, Sroloff, & Rosenbaum, 1988).

Procrastinar é o oposto de priorizar. Priorizar é escolher fazer primeiro as tarefas mais importantes ou urgentes, seguindo um critério lógico e racional. Procrastinar é deixar de fazer ou postergar as tarefas que precisam ser feitas, sem um motivo válido, por preguiça, medo ou distração.


Quais as causas da procrastinação?

As causas da procrastinação tendem a ser mais complexas do que a má vontade. A procrastinação pode ocorrer por muitas causas. Como a falta de planejamento. Ter uma lista de tarefas clara ou um plano definido, facilita saber por onde começar.

A procrastinação também pode estar ligada à sobrecarga e exaustão. Quando você se sente sobrecarregado ou não sabe por onde começar, pode acabar adiando as tarefas.

Além desses há outras causas psicológicas e fisiológicas para a procrastinação (Sampaio, Polydoro & Rosário, 2012).


Veja algumas delas:

  • Medo de falhar: algumas pessoas evitam realizar uma tarefa por medo de não conseguir fazer bem feito ou de serem reprovadas pelos outros. Elas preferem não tentar do que arriscar e fracassar.

  • Baixa autoestima: outras pessoas adiam as tarefas por não se sentirem capazes ou merecedoras de alcançar os seus objetivos. Elas duvidam do seu próprio valor e potencial.

  • Falta de clareza: há também quem procrastine por não ter uma visão clara do que precisa ser feito, de como fazer ou de por que fazer. Elas não têm um plano definido, uma meta específica ou um propósito claro.

  • Busca do prazer: algumas pessoas procrastinam porque preferem fazer algo mais prazeroso do que a tarefa que precisa ser feita. Elas optam pelo conforto imediato em vez do benefício futuro.

  • Perfeccionismo: outras pessoas procrastinam porque querem fazer tudo perfeito e não aceitam menos do que isso. Elas ficam presas aos detalhes e nunca estão satisfeitas com o resultado.

  • Falta de foco: há também quem procrastine porque se distrai facilmente com outras coisas mais interessantes ou divertidas. Elas não conseguem manter a atenção na tarefa e se deixam levar pelos estímulos externos.

  • Falta de organização: algumas pessoas procrastinam porque não têm uma rotina estruturada, uma agenda organizada ou uma lista de tarefas. Elas não sabem por onde começar, quanto tempo levar ou como gerenciar o seu tempo.

  • Falta de disciplina: outras pessoas procrastinam porque não têm força de vontade, persistência ou comprometimento com as suas tarefas. Elas não conseguem se controlar, se motivar ou se responsabilizar pelo seu trabalho.

Qual é o impacto da procrastinação na sua vida?

A procrastinação tem vários efeitos negativos na sua vida pessoal, profissional e emocional. Veja alguns deles:


  • Perda de produtividade: quando você procrastina, você deixa de fazer as coisas que são importantes para o seu crescimento, para o seu desenvolvimento ou para o seu sucesso. Você desperdiça tempo, energia e oportunidades. Você não cumpre os seus prazos, não entrega os seus projetos, não realiza os seus sonhos.

  • Perda de qualidade: quando você procrastina, acaba fazendo as coisas de qualquer jeito, sem cuidado, sem capricho, sem criatividade. Pode não se dedicar por falta de tempo. Você faz apenas o mínimo necessário, sem tempo para inovar ou superar-se.

  • Perda de confiança: quando você procrastina, você perde a confiança em si mesmo e nos outros. Você se sente incapaz e incompetente. Você se decepciona consigo mesmo e decepciona os outros. Pode ainda perder a credibilidade frente aqueles que dependem das suas entregas.

  • Perda de satisfação: quando você procrastina, pode perder a satisfação com as suas realizações. Não se sente realizado, feliz, orgulhoso. 

Como parar de procrastinar?

Agora que já sabe o que é a procrastinação, as suas causas e os seus impactos na sua vida, pode estar a perguntar-se como deixar de procrastinar. A boa notícia é que existem várias técnicas, aplicações e livros que o podem ajudar a ultrapassar este hábito prejudicial e a aumentar a sua produtividade e satisfação.


Aqui estão algumas dicas que reunimos para si:

  • Identifique as causas da sua procrastinação: o primeiro passo para parar de procrastinar é entender por que você procrastina. Quais são os fatores psicológicos ou fisiológicos que te levam a adiar as suas tarefas? Você tem medo de falhar? Você tem baixa autoestima? Você tem falta de clareza? Você busca o prazer imediato? Você é perfeccionista? Você tem falta de foco? Você tem falta de organização? Você tem falta de disciplina? Reflita sobre as razões reais do seu adiamento e tente eliminá-las ou minimizá-las.

  • Defina metas claras e específicas: o segundo passo para parar de procrastinar é definir metas claras e específicas para as suas tarefas. O que é que quer fazer? Como é que o vai fazer? Quando é que o vai fazer? Porque é que o vai fazer? Quanto tempo é que vai demorar? De que recursos necessita? Quais são os critérios de sucesso? Quanto mais pormenorizado for o seu objetivo, mais fácil será começar e terminar a sua tarefa.

  • Divida as tarefas em partes menores: o terceiro passo para parar de procrastinar é dividir as tarefas em partes menores e mais fáceis de executar. Muitas vezes, procrastinamos porque nos sentimos sobrecarregados ou intimidados pela complexidade ou pelo tamanho da tarefa. Por isso, é importante quebrar a tarefa em etapas menores e mais simples, que possam ser mais facilmente realizadas. 

  • Recompense-se pelos seus esforços: o quarto passo para parar de procrastinar é recompensar-se pelos seus esforços. Quando você termina uma tarefa, você merece um prêmio por ter vencido a procrastinação. Pode ser algo simples, como um chocolate, um café, um filme ou um jogo. O importante é que seja algo que te dê prazer e que te motive a continuar fazendo as suas tarefas.

  • Elimine as distrações: o quinto passo para parar de procrastinar é eliminar as distrações que podem te desviar do seu foco. Isso inclui desligar o celular, o computador, a televisão e qualquer outro aparelho que possa te atrapalhar. Também inclui evitar pessoas que possam te interromper ou te desanimar. Procure um lugar silencioso, confortável e adequado para fazer as suas tarefas.

  • Partilhe os seus objectivos: Partilhar os seus objectivos com outras pessoas pode ajudá-lo a manter-se motivado e responsável.

  • Use aplicativos e sites que te ajudem a parar de procrastinar: Existem várias ferramentas que podem te auxiliar a gerenciar o seu tempo, a organizar as suas tarefas, a bloquear as distrações e a monitorar o seu progresso. Alguns exemplos são: Trello, Evernote, Forest, Focus Booster e Rescue Time.

  • Faça uma pausa: Por vezes, tudo o que precisa é de uma pausa para recarregar baterias e voltar ao trabalho com mais concentração.

  • Gerir as suas expectativas: A procrastinação ocorre frequentemente porque se espera demasiado de si próprio. Se se sente sobrecarregado ou stressado, tente reduzir as suas expectativas.

  • Busque ajuda profissional se necessário: Se você perceber que a sua procrastinação é crônica, que afeta todas as áreas da sua vida e que está relacionada a algum problema psicológico, como ansiedade, depressão ou baixa autoestima, não hesite em procurar um psicólogo. Eles podem te ajudar a entender as causas da sua procrastinação e a superá-la de forma eficaz.

Quais são os benefícios de parar de procrastinar?


Parar de procrastinar pode trazer vários benefícios para a sua vida pessoal, profissional e emocional. Veja alguns deles:


  • Aumento da produtividade: quando você para de procrastinar, você faz mais coisas em menos tempo. Você aproveita melhor o seu tempo, a sua energia e as suas oportunidades. Você cumpre os seus prazos, entrega os seus projetos, realiza os seus sonhos.

  • Aumento na qualidade de suas entregas: quando você para de procrastinar, você faz as coisas com mais cuidado, capricho e criatividade. Você se dedica e tem mais chances de se superar. Você busca a excelência e a inovação.

  • Aumento da confiança: com o fim da procrastinação, você aumenta a confiança em si mesmo e nos outros. Você se sente capaz, competente e útil. Pode orgulhar-se de si mesmo e orgulha os outros. Você ganha credibilidade, reputação e respeito.

  • Aumento da satisfação: Parando de procrastinar, você aumenta a satisfação com a sua vida. Pode sentir-se mais realizado e feliz. 

Conclusão

Neste artigo, você aprendeu o que é procrastinação, quais são as suas causas, quais são os seus impactos e como parar de procrastinar. Você viu que procrastinar é um hábito nocivo que pode prejudicar a sua vida pessoal, profissional e emocional. Mas você também viu que existem técnicas e aplicativos que podem te ajudar a vencer esse hábito e a aumentar a sua produtividade e satisfação.


Conseguir mudar é sempre desafiador, se você pode, busque ajuda com profissionais!


Esperamos que este artigo tenha sido útil para você e que você possa aplicar as dicas que compartilhamos aqui na sua rotina.

Lembre-se: não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje!


Se você gostou deste artigo, compartilhe com seus amigos nas redes sociais e deixe um comentário abaixo com a sua opinião ou dúvida sobre o tema.

 

0 comentário

Comments


bottom of page