top of page
jacek-dylag-PMxT0XtQ--A-unsplash.jpg
  • Foto do escritorJoão Paulo Koltermann

O que fazer se você estiver com uma crise de ansiedade

Atualizado: 8 de jun. de 2023

O que fazer se você estiver passando por uma crise de ansiedade?

Durante uma crise de ansiedade, é importante adotar estratégias para acalmar a mente e o corpo. Uma técnica eficaz é praticar a respiração profunda, inspirando lenta e profundamente pelo nariz e expirando pela boca, focando na sensação do ar entrando e saindo do corpo. Além disso, técnicas de relaxamento, como a tensão muscular progressiva ou a meditação, podem ajudar a reduzir a ansiedade. Buscar distração consciente em atividades prazerosas e relaxantes, como ouvir música suave, ler um livro ou realizar um hobby, também pode desviar o foco da ansiedade. Buscar apoio de pessoas em quem confia, evitar estimulantes como cafeína e álcool, e lembrar-se de ser gentil consigo mesmo, entendendo que a ansiedade é uma experiência temporária. Estas são medidas importantes para enfrentar a crise de ansiedade de forma saudável.



Introdução

Se você está passando por uma crise de ansiedade, há algumas coisas que você pode fazer para ajudar a si mesmo. É importante lembrar que você não está sozinho e que existem recursos disponíveis para ajudá-lo nesse momento difícil. Descubra como a ansiedade é entendida e a partir de qual ponto a crise de ansiedade é considerada preocupante.



O que é uma crise de ansiedade?

Podemos definir crise de ansiedade como uma emergência psicológica na qual um indivíduo experimenta uma ansiedade intensamente desconfortável ou avassaladora. A ansiedade pode ser tão grave que interrompe a capacidade do indivíduo de funcionar normalmente e muitas vezes leva a ataques de pânico com os quais o sujeito se sente incapaz de lidar. Para enfrentar uma crise de ansiedade, é importante primeiro entender a origem da ansiedade do indivíduo. Se a causa for desconhecida ou não puder ser tratada, a medicação e/ou a terapia podem ser necessárias para ajudar o indivíduo a recuperar o controle de sua vida.

Da mesma forma, ansiedade é um termo geral que se refere a uma variedade de sentimentos diferentes, incluindo medo, estresse e preocupação. É importante saber que a existem diferentes formas de ansiedade e nem sempre é fácil de identificar. Uma crise de ansiedade é um momento em que seus níveis de ansiedade atingem um grau que faz você se sentir sobrecarregado e fora de controle. A crise de ansiedade pode estar relacionada com a síndrome do pânico. Também, as causas da crise de ansiedade são muitas e variadas, mas podem incluir pressão acadêmica, mídias sociais, situação de estresse no trabalho e dificuldades de relacionamento.


Uma mulher triste
Reflexões


Em certo nível, a crise é caracterizada como transtorno de ansiedade generalizada, este é um transtorno mental caracterizado por sintomas emocionais e físicos, como preocupação excessiva e incontrolável com as coisas cotidianas que não é aliviada pela solução dos problemas. Esta preocupação pode ser acompanhada por sintomas físicos, como agitação, fadiga, tensão muscular e dificuldade de concentração.

Apesar de alguns sintomas da ansiedade e da depressão coincidirem é importante pontuar que elas são diferentes. É possível uma pessoa com ansiedade sentir uma sensação de pânico ou estar muito preocupada com alguma coisa, enquanto uma pessoa com depressão pode se sentir triste e sem esperança. Pessoas com ansiedade costumam ter uma crise, o que é uma experiência repentina e intensa que pode ser muito assustadora. Pessoas com depressão podem não ter nenhum sintoma ou crise óbvia. Muitas pessoas com ansiedade também têm depressão e vice-versa. No entanto, as duas são condições separadas com causas e tratamentos diferentes.

Uma pessoa sentada e reflexiva.
A crise de ansiedade é considerada preocupante

O que é ter uma crise de ansiedade?

Pessoas diferentes experimentam ansiedade de maneiras diferentes, então não há sintomas ansiosos que sejam definitivos. No entanto, alguns dos sintomas mais comuns incluem sentir-se sobrecarregado ou em pânico, ter dificuldade em se concentrar ou pensar direito, sentir-se nervoso, sentir o coração acelerado ou sentir que não consegue recuperar o fôlego.


Sintomas da crise de ansiedade.

Segue uma lista com os principais sintomas, se você estiver enfrentando algum desses sinais, é importante pedir ajuda:

1. Você sente que não consegue controlar a ansiedade.

2. Você sente que está sempre no limite.

3. Você sente que não consegue parar de pensar na sua ansiedade.

4. Você sente que não consegue se concentrar em nada.

5. Você sente que não consegue parar de tremer.

6. Você sente que não consegue respirar.

7. Você sente que não pode comer.

8. Você sente que não consegue dormir.

Em geral, os sintomas físicos de ansiedade podem incluir um coração acelerado, dor no peito, falta de ar, tonturas e náuseas. Também, quando alguém experimenta ansiedade, pode começar a hiperventilar enquanto seu corpo tenta obter mais oxigênio. Isto pode levar a mais ansiedade e a um ciclo de hiperventilação. Estes sintomas podem ser causados pela resposta de luta ou fuga do corpo que é ativada quando alguém experimenta estresse ou ansiedade. As crises podem fazer com que o corpo libere uma descarga de adrenalina, o que poderia levar aos sintomas físicos listados acima.


Como lidar com a crise durante uma crise de ansiedade?

A ansiedade é um transtorno mental caracterizado por uma série de sintomas, incluindo medo, nervosismo e tensão. Às vezes, pode interferir nas atividades diárias e causar insônia. Uma crise de ansiedade completa é uma condição grave que pode ser fatal se não for tratada imediatamente. Existem várias etapas que você pode seguir para gerenciar uma crise de ansiedade:

1) Converse com alguém, com seu médico ou terapeuta sobre seus sintomas.

Conversar com alguém pode ajudá-lo a processar sua ansiedade e descobrir um plano para seguir em frente. Conversar com um terapeuta pode ajudá-lo a explorar seus sentimentos e descobrir um plano para reduzir a ansiedade.

Há muitos benefícios em conversar com um terapeuta. Eles são treinados para ouvir e ajudar as pessoas a explorar seus sentimentos. Isso pode ser útil para pessoas que estão lutando com emoções difíceis. A terapia oferece um lugar seguro para as pessoas falarem sobre o que quiserem. Isso pode ser útil para pessoas que estão tendo dificuldades com pensamentos ou experiências difíceis. Além disso, a terapia pode ajudar as pessoas a aprender novas habilidades para gerenciar sua saúde mental.


2) Identifique seus gatilhos de ansiedade.

Saber o que desencadeia sua ansiedade pode ajudá-lo a evitar tais situações. Os gatilhos podem incluir coisas como estresse no trabalho, discussões com entes queridos ou até pensamentos negativos que continuam surgindo em sua cabeça.

O primeiro passo é identificar possíveis situações que desencadeiam a sua ansiedade. Para algumas pessoas, é o estresse do trabalho ou da escola. Para outros, pode ser um evento traumático, como uma morte na família. Mas também o abuso de substâncias, problemas de relacionamento e doenças físicas podem ser desencadeadores. Depois de conhece-los, você pode começar a tomar medidas para gerenciá-los. Isso pode significar evitar certas situações ou pessoas, praticar o autocuidado ou procurar ajuda profissional.

O mais importante é não ignorar seus sintomas. Se você estiver se sentindo sobrecarregado ou fora de controle, não hesite em pedir ajuda. Há muitas pessoas que querem apoiá-lo - amigos, familiares, terapeutas e outros profissionais.


3) Descanse um pouco, faça exercícios e coma alimentos saudáveis.

Quando você está se sentindo desconfortável, é importante reservar um tempo para si mesmo. Isso ajudará a restaurar sua energia e o ajudará a pensar com mais clareza. Quando estamos sobrecarregados, nosso corpo produz um hormônio chamado cortisol. Esse hormônio lida com a resposta de “lutar ou fugir” que às vezes pode ser útil em situações perigosas ou ameaçadoras. No entanto, quando o cortisol é produzido constantemente, pode levar a problemas de saúde, como ansiedade e doenças cardíacas. É importante encontrar maneiras de controlar o estresse e relaxar quando estamos nos sentindo sobrecarregados. Algumas ideias incluem exercícios, ioga, meditação, escrita de um diário e exercícios de respiração profunda. Também é importante dormir o suficiente e seguir uma dieta saudável. Essas coisas podem nos ajudar a restaurar o equilíbrio e reduzir a quantidade de cortisol em nossos corpos. Adequadamente, o exercício pode ajudar a melhorar seu humor e ajudar a aliviar o estresse, enquanto uma dieta saudável pode ajudar a melhorar sua saúde geral e humor.


3) Crie um plano de ação.

O plano de ação ajudará você a saber o que fazer quando a ansiedade se tornar avassaladora e difícil de controlar. Depois de saber quais são seus gatilhos, você pode começar a trabalhar em estratégias para lidar com eles. Se possível, tente evitar situações que possam causar uma reação. Se isso não for possível, então tenha um plano de como você lidará com a situação. É importante que você tenha acesso a recursos e suporte. Isso inclui diversas coisas, desde terapias de conversação ou recomendações de medicamentos, até amigos ou familiares que o apoiam. Certifique-se de ter todas as informações necessárias para seguir com seu plano, incluindo números de contato para recursos em caso de emergência. Também é importante ter certeza de que você está se cuidando física e mentalmente, dormindo o suficiente e comendo alimentos saudáveis. Por fim, lembre-se de que, embora a crise de ansiedade possa ser difícil, ela é temporária e passará.


4) Tome medicamentos conforme prescrito pelo seu médico.

Os medicamentos podem ajudar a aliviar os sintomas de ansiedade e melhorar a qualidade de vida das pessoas com o transtorno. É importante tomar os medicamentos conforme prescrito para experimentar todos os seus benefícios. Em alguns casos, não fazer isso pode levar a consequências negativas, como interações medicamentosas ou aumento dos efeitos colaterais. Sempre siga as instruções do seu médico cuidadosamente ao tomar medicamentos prescritos.

Como ajudar alguém em uma crise de ansiedade?

Pode ser difícil saber como ajudar alguém que está passando por uma crise de ansiedade. No entanto, existem algumas coisas básicas que você pode fazer para ajudar.

Primeiro, tente manter a calma. Isso ajudará a pessoa em crise a se sentir mais apoiada.

Em seguida, certifique-se de que a pessoa esteja em um local seguro onde não seja prejudicada. Se a pessoa estiver tendo um ataque de pânico, incentive-a a se concentrar na respiração e diga que o ataque acabará por diminuir. Se a pessoa estiver se sentindo sobrecarregada ou irracional, tente ouvir sem julgamento e diga a ela que você está lá para ela.

Finalmente, se a pessoa estiver pedindo ajuda para prejudicar a si mesma ou a outras pessoas, não a deixe sozinha e ligue para os serviços de emergência imediatamente.

Os ataques de pânico geralmente ocorrem quando há um aumento da sensação de ansiedade e o corpo reage produzindo níveis muito altos de hormônios do estresse, como adrenalina e cortisol. A melhor maneira de evitar ataques de pânico é aprender a controlar seus níveis de ansiedade de maneira saudável. Algumas coisas que podem ajudar incluem fazer pausas regulares do trabalho, das atividades escolares ou de outras atividades para relaxar e se acalmar; praticar técnicas de meditação ou atenção plena; exercitar-se regularmente; e procurar ajuda especializada se a ansiedade estiver causando problemas significativos na vida.

Conclusão

Não há uma solução mágica para lidar com a ansiedade, mas há muitas coisas que podem ajudar. Se você tem um transtorno de ansiedade, é importante receber tratamento de um profissional qualificado. Além de terapia ou medicação, algumas pessoas encontram alívio em livros ou grupos de autoajuda, exercícios de atenção plena ou exercícios de bola de estresse. Não há uma única resposta certa sobre como lidar com uma crise de ansiedade - o que funciona para uma pessoa pode não funcionar para outra - mas sempre há esperança e apoio disponíveis se você procurar.

Se você estiver passando por uma crise de ansiedade, é importante buscar ajuda. Existem muitos recursos disponíveis e você poderá encontrar o suporte de que precisa para superar esse momento difícil. Lembre-se de que você não está sozinho e que há pessoas que se preocupam com você.

Referências para ler

Treatment of anxiety disorders: Este artigo faz uma revisão dos diferentes tipos de tratamento para os transtornos de ansiedade, incluindo as opções clínicas, psicológicas e farmacológicas. Ele também discute os fatores que influenciam a escolha do tratamento, como a gravidade dos sintomas, a preferência do paciente, a disponibilidade de recursos e a segurança para a lactação.


Mindfulness-based stress reduction for anxiety disorders: A systematic review and meta-analysis: Este artigo faz uma revisão sistemática e uma metanálise dos estudos que avaliaram a eficácia da redução do estresse baseada em mindfulness (REBM) para os transtornos de ansiedade. A REBM é uma intervenção que envolve a prática de atenção plena, ou seja, a capacidade de prestar atenção ao momento presente de forma não julgadora e intencional. O artigo mostra que a REBM é efetiva para reduzir os sintomas de ansiedade e melhorar o funcionamento psicossocial em comparação com o controle passivo ou ativo.

0 comentário

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page