top of page
jacek-dylag-PMxT0XtQ--A-unsplash.jpg
  • Foto do escritorJoão Paulo Koltermann

O que fazer se você passar por uma crise de pânico ou crise de ansiedade 

Atualizado: 8 de jun. de 2023

O que fazer se você passar por uma crise de pânico ou crise de ansiedade?


Se você estiver passando por uma crise de pânico ou crise de ansiedade, é importante procurar ajuda profissional o mais rápido possível para obter o tratamento adequado. Durante a crise, tente manter a calma e concentre-se na sua respiração, fazendo respirações profundas para reduzir a ansiedade. Se necessário, saia do ambiente que desencadeou a crise de forma calma e segura, levando consigo medicamentos, se prescritos. Lembre-se de que os sentimentos intensos irão passar e, com paciência e apoio, você pode superar essa situação. Além disso, é essencial entender os seus desencadeadores de crise e desenvolver estratégias de enfrentamento com a ajuda de um terapeuta. Não hesite em buscar apoio de amigos, familiares e profissionais de saúde, pois cada pessoa e tratamento são únicos.

Introdução

Um ataque de pânico pode surgir repentinamente e sem aviso, fazendo você sentir que está tendo um ataque cardíaco ou enlouquecendo. Existem muitos tipos diferentes de crises, podendo fazer parte de um transtorno de ansiedade ou uma síndrome do pânico. Cada uma tem seu próprio conjunto de sintomas que podem ser difíceis de lidar. Se você estiver passando por uma crise de pânico, sentindo falta de ar ou o medo de morrer, é importante procurar ajuda profissional o mais rápido possível.

Uma mulher com crise de ansiedade
Crise de ansiedade

O que é um ataque de pânico?

É uma sensação assustadora, seu coração está batendo rápido demais e você não consegue respirar. Algumas pessoas podem sentir que vão morrer ou desmaiar, mas isso não vai realmente acontecer - você está apenas tendo uma reação muito forte ao estresse e isso passará depois de algum tempo. Um ataque de pânico é um sentimento repentino e intenso de medo ou terror que atinge seu pico em poucos minutos.

Pode ser causado por vários fatores, incluindo estresse, ansiedade e efeitos colaterais de medicamentos. Eles também podem ser um sinal de um problema de saúde mental mais grave, como uma síndrome do pânico, um transtorno do pânico (Barnhill, 2020) ou outro transtorno, como o transtorno de ansiedade generalizada (TAG; Barnhill, 2020). O transtorno do pânico envolve ataques de pânico recorrentes e é c


onsiderado um problema de saúde que exige tratamento com psiquiatra e/ou com psicoterapeuta. Se você tiver ataques de pânico regulares, é importante conversar com seu médico para conseguir um tratamento.

Uma pessoa caminhando em uma cidade
A cidade no mundo contemporâneo

Quais são os sintomas da crise de pânico?

Antes de aprender o que fazer após uma crise, é importante entender se o que você está sentindo é uma crise de pânico. Os sintomas podem variar dependendo da pessoa, e envolvem sintomas físicos e emocionais.

Pode ser uma experiência assustadora, parecer com um infarto, que você está perdendo o controle ou enlouquecendo. Eles podem surgir repentinamente e atingir o pico em 10 minutos, mas durar até horas.

Ansiedade, transtornos de ansiedade e estresse podem levar a um ataque de pânico. Quando o corpo está estressado, ele pode liberar uma enxurrada de adrenalina e esse hormônio desencadearia outros sintomas físicos.


Alguns dos sintomas físicos e psicológicos da crise de pânico são:

  • sensação de que pode estar tendo um ataque cardíaco;

  • dor no peito;

  • falta de ar;

  • tontura;

  • tremor;

  • desconforto abdominal;

  • sudorese;

  • náuseas;

  • medo intenso de que você esteja enlouquecendo ou morrendo;

  • formigamento nas mãos ou nos pés;

  • calafrios ou ondas de calor.

Como posso saber se estou realmente tendo um ataque de pânico?

Não há uma maneira única de saber se você está realmente enfrentando um ataque de pânico. Por isso, é importante verificar com seu médico se sua saúde está em dia. As suas consultas médicas estão atualizadas? Houve alguma mudança na sua saúde que você precisa resolver? Às vezes, podemos deixar nossa saúde cair no esquecimento quando estamos ocupados ou lidando com o estresse.

No entanto, é importante lembrar que nossa saúde mental é tão importante quanto nossa saúde física. Uma crise de pânico ou um ataque de ansiedade podem ser desencadeados por doenças físicas, por isso é crucial garantir que sua saúde geral esteja em dia.



O que posso fazer durante a crise de pânico?

Se você estiver enfrentando um ataque de pânico ou se identificar com os sintomas acima listados, é importante procurar ajuda de um profissional da saúde o mais rápido possível para iniciar o tratamento mais adequado para seu caso. Existem muitos tipos diferentes de crises, e cada uma tem seu próprio conjunto de sintomas e tratamento mais adequado. A ajuda profissional pode fornecer o suporte necessário para controlar os sintomas e reduzir a ansiedade.


Se você está se sentindo sobrecarregado ou experimentando um ataque de pânico, pode estar se perguntando o que fazer. Aqui estão algumas dicas para você começar:

1. Tente manter a calma e controlar a respiração se concentrando nela. Respirações profundas e técnicas de respiração ajudarão a diminuir sua frequência cardíaca e aliviar sua ansiedade. Tente se lembrar de que os sentimentos desaparecerão e você se sentirá melhor em breve.

2. Se você precisar sair do ambiente que causou o ataque de pânico, faça-o com calma e segurança. Lembre-se de levar seus medicamentos com você, se necessário.

3. Seja paciente. Pode levar algum tempo para resolver esse problema, mas com paciência e apoio, você pode resolvê-lo.

Outras dicas:

1. Uma crise de pânico é um momento em que você sente que está perdendo o controle. Mas é importante lembrar que esses sentimentos são causados pelo pânico e desaparecerão quando ele diminuir.

2. Converse com um amigo ou familiar sobre o que está acontecendo. Eles podem fornecer suporte e ajudá-lo a entender o que está acontecendo.

3. Após o fim da crise, faça uma lista de suas preocupações e dedique algum tempo para resolvê-las uma a uma. Isso ajudará a acalmar sua mente e reduzir a probabilidade de um ataque acontecer novamente. Às vezes é difícil encontrar uma solução sozinho para seus problemas, nesse momento um amigo ou familiar pode lhe ajudar. Assim como um profissional da saúde, como um psicanalista ou psicólogo podem lhe mostrar um outro ângulo do problema o ajudando a encontrar uma solução possível.

4. Se você passar por uma crise de pânico, é importante obter ajuda profissional. Um terapeuta pode ajudá-lo a entender e gerenciar essas situações.

Entenda seus desencadeadores de crise

Se você é alguém que sofre ataques de pânico, é importante aprender como gerenciá-los. Isso pode envolver aprender sobre seus gatilhos, aquilo que causa a sua crise, e desenvolver estratégias de enfrentamento para lidar com o medo ou a ansiedade.

Eventos desencadeantes podem causar medo ou ansiedade em indivíduos que passaram por um evento traumático no passado. Os gatilhos podem ser qualquer coisa que aumente os sentimentos de ansiedade, como fobias, lugares, situações ou objetos específicos. Ou mesmo, pode ser qualquer coisa que lembre um evento traumático, como um som, cheiro ou visão.

É importante que os indivíduos desencadeados por eventos traumáticos desenvolvam estratégias de enfrentamento para lidar com seu medo ou ansiedade. Algumas estratégias de enfrentamento incluem técnicas de relaxamento, registro em diário e conversas com um terapeuta. Quando estiver ciente de seus gatilhos, você pode iniciar um tratamento que busque também trabalhar no desenvolvimento de estratégias de enfrentamento para lidar com eles.

O tratamento da síndrome do pânico normalmente envolve uma combinação de medicação e terapia. Os medicamentos comumente usados para tratar o distúrbio de pânico incluem antidepressivos e benzodiazepínicos. Enquanto a terapia pode incluir psicoterapia ou psicanálise.

É importante buscar tratamento o mais rápido possível para ajudar a reduzir o risco de desenvolver outras condições de saúde mental, tais como depressão ou abuso de substâncias. Sobretudo, a terapia visa ajudá-lo a compreender e administrar seus ataques de pânico. Já o psiquiatra é indicado para avaliar o uso da medicação, utilizada para reduzir o número e a gravidade dos ataques de pânico ou de outras crises. Cada pessoa vai ter uma resposta ao tratamento e cada tratamento é único.

O abuso de substâncias

O abuso de substâncias e a síndrome do pânico são duas questões de saúde mental que muitas vezes andam de mãos dadas. O abuso de substâncias pode causar ou piorar os ataques de pânico, e os ataques de pânico podem levar ao abuso de substâncias à medida que as pessoas procuram alívio de seus sintomas. É importante obter ajuda para ambos os problemas se você estiver lutando contra eles.

A síndrome do pânico é uma condição que causa medo e ansiedade intensos. Para algumas pessoas, o medo é tão intenso que elas evitam qualquer situação que possa desencadear um ataque de pânico. As pessoas que lutam contra o abuso de substâncias podem frequentemente procurar por uma maneira de auto-medicar seus sintomas de ansiedade e pânico. Álcool ou outras drogas podem proporcionar alívio temporário, mas eventualmente os efeitos se desgastam e o ciclo do vício começa.

Conclusão

É importante ser capaz de identificar os sinais e sintomas de um ataque de pânico para obter a ajuda que você precisa. Se você estiver enfrentando um ataque de pânico, lembre-se de manter a calma e respirar. Não há necessidade de sofrer em silêncio. Converse sobre suas experiências com alguém em quem confie e procure ajuda profissional se os ataques estiverem se tornando incontroláveis ou recorrentes. Existem muitas maneiras diferentes de tratar ataques de pânico e não existe uma solução única para todos. Não tenha medo de pedir ajuda a um amigo, familiar ou a um profissional.




Referências

Barnhill, J. (2020). Ataques de pânico e síndrome do pânico - Distúrbios de saúde mental - Manual MSD Versão Saúde para a Família. Manual MSD Versão Saúde para a Família. Retrieved 13 August 2022, from https://www.msdmanuals.com/pt-br/casa/dist%C3%BArbios-de-sa%C3%BAde-mental/ansiedade-e-transtornos-relacionados-ao-estresse/ataques-de-p%C3%A2nico-e-s%C3%ADndrome-do-p%C3%A2nico?query=s%C3%ADndrome+do+p%C3%A2nico.


Barnhill, J. (2020). Transtorno de ansiedade generalizada - Distúrbios de saúde mental - Manual MSD Versão Saúde para a Família. Manual MSD Versão Saúde para a Família. Retrieved 13 August 2022, from https://www.msdmanuals.com/pt-br/casa/dist%C3%BArbios-de-sa%C3%BAde-mental/ansiedade-e-transtornos-relacionados-ao-estresse/transtorno-de-ansiedade-generalizada-tag?query=ansiedade+generalizada.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page